Criatividade e inovação traçam caminho da Brasilata para o futuro

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, na unidade da empresa em Estrela, foca na criação de serviços

EstrelaInstalada em Estrela há mais de 30 anos, a Brasilata incorporou à unidade o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento em 2015. É neste espaço que está o futuro da companhia, que mesmo com as crises econômicas, que vêm e vão, ousou apostar em novas ideias. O centro é voltado para projetos e prototipagem de embalagens em aço e plástico e dispositivos de automação industrial. É responsável por criar produtos e tecnologias para clientes e para a matriz, em São Paulo, e em outras duas unidades da empresa - situadas em Rio Verde (GO) e Recife (PE). Do faturamento atual da Brasilata, 13% é de produtos que foram desenvolvidos em Estrela nos últimos três anos. "As crises abrem oportunidades diferentes. E a gente tem como estratégia crescer por inovação. Assim, conseguimos superá-las. O futuro está aqui e ele é bastante promissor", afirma o gerente industrial Osvaldo Carlos Sulzbach.

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento conta com uma equipe de 17 colaboradoresNo espaço com mil metros quadrados, trabalha uma equipe de 20 pessoas, composta por engenheiros, técnicos e estagiários. Além da área de engenharia de produtos, o centro conta com dois laboratórios, uma área de ensaios para produtos perigosos, espaço de usinagem e prototipagem em plástico e aço.

As atividades do centro se diferem do resto da unidade. Ali, o trabalho braçal dá espaço à inspiração e a criatividade. Os engenheiros têm à sua disposição equipamentos de ponta para que as suas ideias saiam do papel. Da prancheta, os projetos vão para os laboratórios da unidade, onde são cuidadosamente analisados e testados. E como recompensa, os autores das melhores ideias são premiados. O resultado disso são as melhorias nas embalagens - personalizadas e mais atrativas - maior durabilidade dos produtos envasados, economia e maior versatilidade na produção.

Casos de sucesso
Além de criar produtos, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento busca fabricar tecnologias para atender a demandas dos clientes que desejam melhorar os processos produtivos e aumentar a produtividade. E em três anos de trabalho, a unidade acumulou diversos casos de sucesso. Para a empresa de tintas Weg, por exemplo, foi desenvolvida uma máquina automática de fechamento de baldes, que incrementou a produtividade e proporciona melhor ergonomia aos operadores.

Excelência em qualificação
A unidade do Vale do Taquari foi escolhida para abrigar o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento devido à qualidade dos profissionais da região. O diretor técnico João Vicente de Masi Tuma ressalta que o empenho das escolas técnicas e da Univates foi fundamental na decisão. "A gente percebe que a formação aqui é muito boa, e isso pesou bastante."

A aposta em inovação motivou a Brasilata a investir na formação de profissionais. Para isso, criou uma relação com universidades e programas como o Menor Aprendiz. "Temos como política da empresa a formação. Nossa ideia é dar capacitação e fornecer bolsas de estudos para garantir que os nossos colaboradores se qualifiquem."

Saiba Mais
Fundada em 1955, a Brasilata atua na fabricação de embalagens para aerossóis, tintas, alimentos, produtos químicos e rolhas metálicas. A empresa acumula dezenas de prêmios, sendo destaque cinco vezes pela Época Negócios como uma das 20 empresas mais inovadoras do Brasil. Entre 1992 e 2014, patenteou 112 novos produtos.

FONTE: https://www.informativo.com.br/geral/criatividade-e-inovacao-tracam-caminho-da-brasilata-para-o-futuro,282668.jhtml