Brasilata está entre as 25 empresas mais inovadoras do país

Estudo da revista Época Negócios seleciona as 25 organizações mais inovadoras do Brasil, premiadas em 07/07/09 em São Paulo

 

logo_fundo_branco.JPG

premio epoca mais inovadoras_1.JPG
Antonio Carlos Teixeira e Juliana de Paula, da Brasilata, ao lado de Kátia Militello e Nelson Blecher, editores da revista Época Negócios

A Brasilata, uma das maiores fabricantes de latas de aço do país, com fábricas em S.Paulo (SP), Estrela (RS) e Rio Verde (GO), se distingue no mercado por estimular a capacidade empreendedora de seus 900 funcionários, contratados como inventores, está classificada como uma das 25 empresas mais inovadoras do país.

As 25 empresas premiadas passaram por um minucioso exame de sua estrutura, tendo sido analisadas por critérios como qualidade de liderança, processos humanizados de gestão e sólida cultura empreendedora.

A Brasilata figura ao lado de organizações de porte como Bradesco, IBM e Whirlpool, de acordo com a pesquisa da revista Época Negócios, realizada em parceria com a FGV – Escola de Administração de Empresas de São Paulo e a Fundação Nacional da Qualidade.

Programa interno de sugestões é recordista

A Brasilata foi destaque na categoria “Processo de Inovação”, classificação atribuída principalmente ao seu programa interno de sugestões, o Projeto Simplificação, criado em 1987. Ao longo dos anos, este programa tem colhido milhares de novas idéias para melhorar condições gerais de trabalho.

Somente em 2008, o programa interno de sugestões da Brasilata registrou o recebimento de 134.756 idéias, que significam a média anual de 145,2 idéias por funcionário, média elevada mesmo para as companhias japonesas que mantêm programas semelhantes.

“O Projeto Simplificação funciona como uma garimpagem de pequenas idéias (inovações incrementais) e assim estimula o meio inovador interno e o empreendedorismo. Esse sistema cria uma atmosfera favorável à mudança e ao conhecimento dentro da empresa”, assinala o CEO da Brasilata, Antonio Carlos Teixeira Álvares, que também é professor da FGV-Eaesp.

O meio inovador interno, além de estimular a melhoria contínua via inovações incrementais, também facilita a implantação de inovações radicais como as latas Plus e Biplus, cujos sistemas patenteados de fechamento romperam paradigmas e criaram novas condições de competição no segmento de latas para tintas, principal mercado de atuação da Brasilata.

Ambiente de trabalho arejado

No evento de premiação, realizado no auditório da Fecomércio em São Paulo, o CEO da Brasilata, Antonio Carlos Teixeira Álvares, estava acompanhado pela inventora Juliana Martins de Almeida Paula, operadora de produção da unidade fabril de Rio Verde (GO), recordista na apresentação de novas idéias, com 8.646 sugestões encaminhadas em 2007.

“Desde que seja algo novo, ainda que pequeno, mas que traga resultados positivos para a empresa, é inovação. Em nossa opinião, a ação inovadora é estimulada pelo ambiente empresarial onde os canais de comunicação estejam sempre abertos, as novas idéias sejam respeitadas e os erros tolerados”, afirma Teixeira, CEO da Brasilata.

A empresa pratica a política de relacionamento a longo prazo e apresenta o índice anual de rotatividade de pessoal de apenas 4%, com raras demissões. Outro diferencial da Brasilata é o recrutamento interno por meio do rodízio de funções, o que possibilita a ascensão profissional dos funcionários.